Escolha uma Página

Mixagem de Voz: Descubra os segredos da voz perfeita!

Está buscando uma Mixagem para deixar a voz perfeita? Veja esse artigo e descubra os segredos para uma excelente Mixagem de Voz.

Muito se fala em voz perfeita, aquela voz marcante que se ouve em um CD. Mas será que apenas a técnica vocal é o suficiente pra que tudo fique tão perfeito? Nesse post, vamos falar sobre a Mixagem da Voz e dos segredos para a voz perfeita no áudio.

Existem muitas técnicas que, quando aplicadas corretamente, fazem a voz soar mais bonita no áudio, mais brilhante, mais presente. Uma boa Mixagem de voz é algo muito importante na produção musical. Afinal, não adiante ter um bom instrumental e uma voz que não se encaixa.

Mas, antes de falarmos da Mixagem de voz, é importante entender tudo sobre Mixagem. Assim o que for falado nesse post ficará mais claro. Para te ajudar nisso, criamos um guia completo sobre Mixagem para você dominar totalmente essa arte. Não deixe de ler.

Agora que você já entende tudo sobre Mixagem, podemos seguir falando sobre os segredos para voz perfeita no áudio. É importante destacar que problemas de canto não podem ser corrigidos na Mixagem. É importante cantar bem para soar bem, mas isso é assunto pra outro artigo.

O que saber antes de iniciar a Mixagem da voz?

A Mixagem da voz é um processo semelhante ao de Mixagem dos instrumentos. No entanto, diferentemente dos instrumentos, a voz tem propriedades sonoras mais amplas. Então, é necessário entender essas propriedades para que a Mixagem seja feita da forma adequada a cada tipo de voz.

O primeiro ponto a considerar é se a voz é masculina ou feminina. Vozes masculinas, geralmente, soam nas regiões mais graves, tem um peso maior. Já as vozes femininas tendem a ser mais suaves e soar mais agudas. Claro que isso não é uma regra, mas é o que geralmente se vê.

O estilo musical também determina o tipo de vocal. Sendo assim, é importante entender as nuances na hora de realizar a Mixagem. Isso vai ajudar a deixar a voz mais dentro do ambiente sonoro da música.

Por fim, é importante entender que a voz é um instrumento natural, logo não tem propriedades sonoras e acústicas determinadas, como um violão por exemplo. Os instrumentos musicais são construídos para ter uma sonoridade específica. Então, já se tem uma ideia de Mixagem antes mesmo de gravar.

Já a voz varia de pessoa pra pessoa, de estilo para estilo. até as características físicas de uma pessoa determinam a sonoridade da sua voa. Por isso, é importante conhecer a voz que está sendo gravada e qual objetivo se deseja alcançar na Mixagem. Entendendo isso, vamos ao processo.

Afinando a voz – O primeiro passo para uma sonoridade agradável

Melodyne afinador de voz

Falamos acima que a Mixagem da voz não faz ninguém cantar bem. No entanto, algumas correções podem ser feitas para que tudo soe agradável. A correção da afinação é o primeiro passo.

É normal que, ao cantar, a voz escape um pouco da afinação precisa. Afinal, não dá pra afinar as cordas vocais e travá-las como em uma guitarra. Pequenas variações são totalmente normais para qualquer cantor.

Exatamente por isso, é necessário corrigir a afinação logo no início da Mixagem, pois o ganho dos efeitos que serão adicionados podem amplificar as imperfeições.

Para isso, existem plugins como o Autotune e o Melodyne que fazem o processo automaticamente, quando os deslizes são pequenos, ou manualmente, se o cantor sair muito da linha. Com esses recursos, tudo soa afinadinho e bonito.

No entanto, é importante ter cuidado pra não exagerar, pois esses efeitos podem mudar as propriedades vocais. Dessa forma, a voz pode ficar muito robótica ou espacial. Vai ficar bem na cara que houve tentativa de correção. Então se desafinar demais, grave novamente para não correr riscos.

Equalização – O inicio do embelezamento da Mixagem

Equalizer Q10

Depois que a voz estiver devidamente afinada, é hora de começar a Mixagem propriamente dita. A equalização é a melhor maneira de começar a mix. Para uma boa equalização da voz, vamos pensar nos pontos destacados na seção anterior desse post.

Depois de analisadas as propriedades vocais, vamos pensar em que tipo de equalização queremos. Se vamos apenas isolar as frequências que não soam bem ou se queremos valorizar algumas gamas da equalização.

Na dúvida, que tal fazer as duas coisas? Se você leu nosso guia completo sobre Mixagem, viu que é totalmente possível usar mais de um equalizador na mesma track. Sendo assim, podemos trabalhar de forma independente com os equalizadores. Tudo em busca da voz perfeita.

Primeiro, sugerimos adicionar um equalizador gráfico ou que tenha muitas bandas. Assim, é possível trabalhar com mais gamas de frequências. Uma boa sugestão é o Q10 da Waves, pois ele oferece dez bandas de equalização com vários ajustes.

No Q10, identifique as frequências que estão se sobressaindo demais. Geralmente, isso ocorre com os médios, na região dos 500 Hz. Depois de identificar, faça o cancelamento dessas frequências, baixando o volume delas até que parem de se sobressair.

Depois disso, adicione um segundo equalizador, como o H-Eq, que oferece muita precisão, ou um analógico como o Puigtech, ambos da Waves. Então é só fazer os ajustes necessários, ouvindo com cuidado, até chegar na sonoridade desejada.

Comprimindo a voz – Hora de equilibrar a dinâmica da canção

Compressor CLA2A

Agora que nossa voz está afinadinha e devidamente equalizada, vamos passar para a fase de compressão. Aqui, temos que ter bastante cuidado, pois a dinâmica vocal é bem diferente da dinâmica dos instrumentos. Afinal, é um instrumento bem mais complexo.

Se comprimirmos demais a voz, ela vai soar literalmente espremida, sufocada, presa. Isso é péssimo e compromete nossa Mixagem. Embora existam vozes mais expressivas e pesadas, no geral, a voz é mais leve do que os instrumentos em si. Por isso a compressão deve ter uma pegada diferente.

Uma dica interessante é usar dois compressores, assim como na equalização. No primeiro compressor, vamos definir o que vai ser segurado. Picos de dinâmica, ataques muito fortes e notas cantadas muito próximo do microfone podem ser controlados aqui. Porém, isso só deve ser feito se essas características passarem do limite ou não fizerem parte do arranjo.

No segundo compressor, faça os ajustes mais finos, sem cortar muita coisa. Compensar o ganho que se perde na compressão também deve ser feito no segundo compressor. Assim, você não precisará aumentar muito o volume no fade pra equilibrar com as outras tracks.

Ambientação – Reverbs, Delays e os embelezadores da Mixagem

Ambientação na Mixagem

Bom, já afinamos, equalizamos e comprimimos a voz. Agora é a hora de dar o embelezamento final à nossa Mixagem. Os adereços para a roupa de festa. Essa parte da Mixagem é feita por meio dos efeitos de ambientação, como Reverbs, Delays, Saturadores e outros.

Não existe uma regra para ambientação na Mixagem de Voz, mas existem dicas que podem soar muito bem. O mais comum, é colocar os efeitos direto na track da voz e ajustar o nível dos efeitos.

Isso funciona muito bem e você pode utilizar configurações de Reverbs e Delays pré programadas para vocal. O Plugin H-Reverb da Waves oferece ótimos presets para vocal. Então, se você não quer ter trabalho de criar um preset para a voz, é só escolher um que soe bem.

A outra forma de criar uma ótima ambientação é abrir tracks de efeito para os tipos de Reberbs e Delays mais comuns e usar o send do canal da voz para enviar o sinal. Dessa forma, a ambientação soa mais natural. Além disso, é possível usar a mesma ambientação para as tracks de instrumentos.

Usar um pouco de saturação, vai fazer a voz soar mais analógica. Essa é uma boa opção para dar uma esquentada no vocal e deixar o som mais agradável. Outros efeitos, como filtros (Phaser, Flanger etc) ficam a seu critério, mas é sempre bom experimentar.

Finalização – O polimento da Mixagem de voz

Finalização da Mixagem

Depois de todo o processo realizado na track, precisamos saber como a voz vai soar entre os outros instrumentos. Essa é a parte de finalização da Mixagem de voz, pois será o ultimo processo para concluir a Mixagem.

Uma dica importante é que você dê um intervalo no trabalho antes de realizar essa etapa da Mixagem. Isso é necessário porque você ouviu a track várias e várias vezes durante os ajustes de cada plugin e durante afinação.

Por essa razão, seu ouvido pode estar saturado da sonoridade e você não vai ser capaz de ouvir todos os detalhes. Então, faça uma pausa e descanse um pouco os ouvidos e a mente, antes de retomar.

Com a mente limpa e os ouvidos descansados, ouça sua Mixagem de voz junto às tracks de instrumentos. Dessa forma, você saberá como a voz está soando na música. Fique atento à ambientação, para evitar que a voz fique soando longe, como se estivesse ao fundo.

Faça os ajustes de equalização e compressão que forem necessários e, por último, ajuste o volume da voz em relação aos instrumentos. Pronto, sua Mixagem de voz está concluída e soando perfeitamente.

Considerações finais

Realizar a Mixagem de voz não é uma tarefa complexa. No entanto, exige bastante cuidado e atenção. Isso não significa que não se deve ter atenção e cuidado na Mixagem dos outros elementos na música.

Porém, a voz é um elemento delicado que exige um pouco mais de zelo na hora da Mixagem. Para que tudo ocorra de forma mais natural, o treino é essencial, assim como técnicas e conhecimentos que podem ser adquiridos e desenvolvidos.

Para ajudar nisso, o Portal da Produção oferece cursos completos que farão você obter excelentes resultados com as suas produções de áudio. São 19 cursos de Produção Musical, Gravação Mixagem e Masterização e muito mais.

Para saber mais sobre nossos cursos, acesse nosso site e veja cada um deles. Além disso, tenha acesso a conteúdos gratuitos, como aulas, packs de plugins e outros itens, para que você já tenha uma amostra do que irá aprender assinando o Portal. Não perca essa oportunidade.

A Netflix do Produtor Musical

Conheça o Portal da Produção, a plataforma online com todo o que você precisa para ganhar dinheiro como produtor musical